https://www.poetris.com/
Poemas : 

À toa

 
Tags:  amor  
 
 

Da tua invasão eu temo,
A rosa palma da tua mão,
Quando lambe a brisa suave e branca,
com sua concha desavergonhada,
estendida ao aceno...
De tua boca levantar-se-ão mil pássaros
desfraldados ao vento ameno,
resvalados na fenda oculta
que o tempo estribilha,
Como o silvo da fecha de tua ausência;
- Ferida a que sucumbo -
Silencia , me atrai,
Mata-me quando no peito ressoa,
Qual vento que, à toa, retoca o amor,
Como as velas soltas dos barcos
emaranhados em sonhos...

Pensamento que voa, e dorme,
com o profundo da ondas
no frio das asas quebradas do mar,
espumando nas pedras cálcicas da tua ilha,
junto a um espírito enevoado;
Teus olhos hão de ter-me perguntado,
E o que direi a eles,
Fitando o vazio,
sobre a neblina translucida do meu mundo?

Pouso entre seus dedos,
Desobrigado da monção vagarosa
que habita uma tarde,
Com a mesma nostalgia ávida de tristeza,
que em meu peito,
Quando não cura, ronda-me e arde,
na cicatrização da recém costurada pele
com a tontura sufocada em meu coração...

Em breve,
Vou caminhar sobre as ondas do teu querer,
Viajar com minha alma mais leve,
Desbravando
e descobrindo cada cantinho
oculto do nada,
-Que a noite sutilmente guarda-
Noite esperada de luar,
em que meu pranto insiste em cair,
E ser uma torrente graciosa da chuva,
Resistente como nuvem negra
da face devidamente auspiciosa ,
que persiste em ser avistada num temporal.





“Porque choras, pai? – perguntou a Dora. Não choro, filha, estou a dar de beber a um peixe que existe dentro de mim…. Dora colou-me os braços à volta do pescoço. Pai, és um poeta! – murmurou num sorriso. E tu um poema, respondi.”
João Morgado
 
Autor
johnmaker
Autor
 
Texto
Data
Leituras
177
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
41 pontos
7
5
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/09/2017 18:53  Atualizado: 13/09/2017 18:53
 Re: À toa
Adoro seus poemas, a forma como você nos prende ao mesmo e nos faz visualizar a cada página lida mais e mais.

Até mais, abraço em ti moço poeta!

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 15/09/2017 12:21  Atualizado: 15/09/2017 12:21
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2795
 Re: À toa
Teus poemas são bálsamos.

Beijo.

Branca

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 15/09/2017 15:25  Atualizado: 15/09/2017 15:25
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 10663
 Re: À toa
...um poema intrínseco que só um poeta genial faz brotar da sua real magia encantada, delicada e única VÓ


Enviado por Tópico
Ana_She
Publicado: 16/09/2017 15:25  Atualizado: 16/09/2017 15:25
Da casa!
Usuário desde: 15/04/2017
Localidade:
Mensagens: 286
 Re: À toa
Oi, John

Ah, poesia incrivelmente romântica, sobre um amor ora leve, como brisa, ora tormentoso, como furacão. Linda!

Gostei de Dora :)

Feliz fim de semana, querido poeta.

Abraço fraterno

Ana

Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 19/09/2017 13:19  Atualizado: 19/09/2017 13:19
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6219
 Re: À toa
Que delicia essas metáforas
que me faz voar
nas asas da tua poesia
e me deixa "á toa".
Ray Nascimento

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 25/09/2017 17:28  Atualizado: 25/09/2017 17:28
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 27919
 Re: À toa
Um poema mais que encanto, maravilha