https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Quando a voz é um sopro

 
Afinal
nada há a retomar. Tudo
ficou envolto em pretéritos agonizando

numa folha de poentes.

Perderam-se os aromas frutados
os recursos espirituosos
e a mesa cobriu-se de migalhas

que os passarinhos rejeitam.

Todas as coisas trocaram de lugar
e o sentido delas

[ das coisas ]

debate-se num rodopio
de círculos concêntricos para
não se perder de si próprio.

E entre.tanto
existe a voz. Uma vozinha vítrea
espartilhada
entre reticências e interjeições

incapaz de grave sonoridade
em que afirme a (in)flexão
do presente.



maria

 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
300
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
6
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 16/09/2017 21:50  Atualizado: 16/09/2017 21:50
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15068
 Re: Quando a voz é um sopro
"Pretéritos agonizando numa folha de poentes"... Lirismo encantador. Gostei muito. Abraços!


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 17/09/2017 13:09  Atualizado: 17/09/2017 13:09
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5282
 Re: Quando a voz é um sopro
e regozijo-me por ter vindo aqui (nesta casa) e perceber que ainda existe o sopro desta robusta voz poética.

Admiro sua arte.

Abraços


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 26/09/2017 12:00  Atualizado: 26/09/2017 12:00
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29136
 Re: Quando a voz é um sopro
Lindo poema, adorei, beijos poeticos