https://www.poetris.com/
Poemas : 

Você

 
O que nos divide,
como o dia da noite.
Qual é o momento em que tudo desaparece, se
dissolve como a névoa da manhã.
Onde está a resposta certa,
a chave para abrir sua porta.
Slides,
outras idéias para procurar,
para se agarrar e parar a queda.
Nós não somos anjos a caminho de um deus,
nem mesmo demônios na ausência de pecado.
Apenas estrelas de cometa, às vezes caindo,
às vezes espetáculos admiráveis:
em todos os casos, passagens não muito ocasionais.
Então algo nos une,
como o torpor do despertar,
o arrepio de um flash,
abrir essa porta e encontrar-se novamente,
amor.


O que eu leio nos meus olhos
eu carrego em meu coração.

Maria Laís

 
Autor
MLPinheiro
 
Texto
Data
Leituras
113
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jdcc1
Publicado: 13/02/2018 12:57  Atualizado: 13/02/2018 12:57
Da casa!
Usuário desde: 17/10/2017
Localidade: Mogi Guaçu
Mensagens: 393
 Re: Você
"O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o princípio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida."

(Fernando Pessoa)


Enviado por Tópico
Jdcc1
Publicado: 13/02/2018 12:58  Atualizado: 13/02/2018 13:18
Da casa!
Usuário desde: 17/10/2017
Localidade: Mogi Guaçu
Mensagens: 393
 Re: Você
"Se algumas pessoas se afastarem de você, não fique triste, isso é resposta da oração: 'livrai-me de todo mal, amém'.”

(Caio Fernando Abreu)

Rsrsrs

Desculpe-me a brincadeira.