https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O triunfo dos relógios ...

 
O triunfo dos relógios ...
 







O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela, em mim a mesma e igual sombra,
Um mesmo coração cheio de vidros

E dor, o triunfo dos relógios, das
Sensações sem precisão demais...
O despontar de ridículos remorsos,
Um prazer intimo de sermos quem
Não somos tal como é a obediência

A estranhos que passam por nós fazendo
A respiração pela boca, sempre
Melhor quem passou que quem fica
Como que se apaga o que sou sem ser,
Tão vago, magra visão ou modo de olhar

O tempo.













Joel Matos (04/2018)
http://joel-matos.blogspot.com






Joel Matos , aliás namastibet

 
Autor
Joel-Matos
 
Texto
Data
Leituras
363
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
4
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 14/04/2018 20:32  Atualizado: 14/04/2018 20:32
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1866
 Re: O triunfo dos relógios ...
Open in new window


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 14/04/2018 20:47  Atualizado: 14/04/2018 20:47
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15103
 Re: O triunfo dos relógios ...
Só o título já valeria a leitura. Muito bom. Não sei se fiquei mais impressionado com o poema ou com pintura. Abraços!

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 28/04/2018 09:34  Atualizado: 28/04/2018 09:34
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1866
 Bye-bye Ódio
Open in new window