https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

ESCREVO

 
Tags:  morte  
 
ESCREVO
 
 
Escrevo um livro fechado
Com as páginas intactas
A minha alma é um cadáver
Que foi pedir sonhos aos mortos
Sem medos sem culpas
Quer se faça dia, ou noite de trevas
Presságios fúnebres de nocturnas preces
Leva adiante de pávidos rostos abaixo do mar
A sombra de uma só covardia de sossego
Desfeita em desassossego
Pedras geladas, fragas raras, mármore precioso
Oh morte leva contigo o perfume das flores
Dos cravos, das rosas, estás aqui comigo
Oh morte na sombra deste sol quente
Escrevo que a minha alma é um cadáver
Para pedir um sonho aos mortos
Afinal os vivos não me ouvem ou fingem não ouvir
Que ninguém rasgue os livros escritos nas folhas do sonho
Feita de poemas cheios de amor e dor.

Open in new window
Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

🐺
Isabel Morais Ribeiro Fonseca

 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
382
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
45 pontos
9
6
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 12/04/2018 18:16  Atualizado: 12/04/2018 18:16
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16052
 Re: ESCREVO
Poetisa
Apreciei a leitura!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 12/04/2018 23:18  Atualizado: 12/04/2018 23:18
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 619
 Re: ESCREVO
Um livro por vezes está fechado, muitos o julgam só pela capa, quase poucos observam o seu conteúdo, outros só riem da metade, e só alguns têm a coragem de ir até o final do dito livro.
Livro fechado com folhas de sonho, feito de poemas cheios de amor, paixão, drama e dor.
Mas afinal o livro fechado pode ser aberto, basta querermos, porque um livro é um enigma, mas sempre um amigo fiel ao seu leitor.


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 13/04/2018 00:10  Atualizado: 13/04/2018 00:10
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15132
 Re: ESCREVO
E sabe escrever muito bem, Isabel. Uma elegia à morte através da vida. Muito bom. Parabéns!


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 20/04/2018 15:14  Atualizado: 20/04/2018 15:14
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9267
 Re: ESCREVO
Bom dia Isabel, teus versos enredam uma personagem, inquieta com as vicissitudes do seu cotidiano, e buscando respostas para estas incertezas em todos os meandros do nosso pensamento, parabéns pelo vosso incisivo poema, um abraço, MJ.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/04/2018 15:08  Atualizado: 28/04/2018 15:08
 Re: ESCREVO
...em Algures brotou uma alma poética em forma de gente. Sofre como poeta e, assim sacrifica lágrimas saídas de suas palavras, dor , amor emoção e alegria
juntas são poesia. Parabéns.

Enviado por Tópico
cido
Publicado: 29/04/2018 19:36  Atualizado: 29/04/2018 19:36
Super Participativo
Usuário desde: 29/07/2009
Localidade: cidade de Cerqueira Cesar
Mensagens: 180
 Re: ESCREVO
Muito bom...
Ao fechar os olhos consigo ate ver estas frases passando a frente...é um poema que se faz pensar gosto dessa analogia um tanto diferenciada...
gostei... da ora