https://www.poetris.com/
Poemas : 

A Torneira do Sampaio

 
Tags:  vida  
 
A Torneira do Sampaio
 
 
O Sampaio da torneira
Com uma grande bebedeira
Foi tomar banhos à praia
Era tão grande a piela
Que ao despir a farpela
Às calças chamava saia
Doía-lhe a barriga das costas
E as costas do cachaço
Era maneta de um ouvido
E não ouvia nada de um braço.

E prontos...viva vinho e a cachaça.

Sabedoria Popular

 
Autor
AntónioFonseca
 
Texto
Data
Leituras
95
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 16/05/2018 21:56  Atualizado: 16/05/2018 21:56
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 14566
 Re: A Torneira do Sampaio
Assim é a vida, amigo Antônio. Um tombo aqui, outro acolá; sacode a poeira e toma mais uma. Gostei muito do texto e do bom humor. Abraços!


Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 17/05/2018 09:23  Atualizado: 17/05/2018 09:23
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2371
 Re: A Torneira do Sampaio
Era o vinho meu Deus era o vinho
bjs