https://www.poetris.com/
Textos -> Crítica : 

dois sonetos sobre letras peçonhentas,

 
Tags:  adoradores de merda  
 
"O inferno está deserto e os diabos estão todos aqui."

(A Tempestade)








I - "Quando os imundos tentam se limpar,"




a quê ordena-se, um caráter curto e condicional?
em cerco de manobras insistentes e compelidas..
qual veto valerá-se à mera prostituição opcional?
em cerco dos olhos carpidos dos apelos parasitas..

é, pois.. de escama? essa carta invulgar e danosa?
é pedir demais que se entregue à sua nêsga culpa?
de todos os cantos cuspidos à pífia linha indecorosa
de todas as colheitas que faz, essa pá de filhos da puta!

e roém, e comem e cospem as suas porções viciadas..
quais baratas procriando-se de olhos vistos e um de cada
em solidez da merda que alimentam-se por sub-existir..

ei-los, à oferenda em dejeto das suas mesmas crendices!
suas mentiras, seus jogos à atenção dissimulada em riste..
e não passam de vermes-crus! onde nomeiam-se ao parir..





...













II - "Quando ratos vestem-se de poeteiros"




do curto prego e torto. posto prorrogado em hora de "quartas"
crú. impresso e indecoroso, "áspero," até.. pois: mera-draga!
tal ego dos cofres insalubres, ao pérfido produto ruim e re-criado
tão pobre(!) de rimas chinfrins, ora.. tão "temperado" e. de lado..

desuso ao olho cego que demanda à "fúria" da cor à "mostra"
por vitrine.. hah! de idéias "infrutíferas," dada à qualidade insossa
por resumo: são letras prostitutas e reles, apenas "teses" servís
quais em pele adicionada do carácter de um pensador (mero)infeliz..

tão pouco.. tão resultado calibrado de vã-aceitação literária(barata..)
tantas linhas desperdiçadas em descarga que bem as enquadra:
ora, desce!! à comunga dos pedintes ou aos reles que te contam

tal um esboço.. por demanda de "obtusa-compulsão", atenção, até
e é(vejam!!) ainda tão pouco.. qual desgosto a gastar-se à imagem-ralé
ora, puxe o volume de contas, e às louças cuspidas quais lhe somam..


ora,
- vá lá pagar à conta!



_|_
 
Autor
Azke
Autor
 
Texto
Data
Leituras
111
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 29/06/2018 01:05  Atualizado: 29/06/2018 11:30
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal-Azeitão, Portugal
Mensagens: 1440
 :)