https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Escolho fugir de mim,

 
Escolho fugir de mim,
 




Escolho fugir de mim,
Mas se fugir não terei pra onde ir,
Meu destino é solidão,
Escapar é outra coisa,
É o instante e só a sombra bate em retirada,
Quando nos vamos
E abandonamos nós mesmos.

Escolho fugir "na mesma"
E assim só a sombra é que segue viagem
Não a meu lado mas ficando parada
Ficar é ir, ir é ficar, fugir é desertar,
Escolho fugir a amar...
Pra não deixar saudade,
Nem nada de sobra pra que me chorem,

Como fosse doença,
Escolher é também caminho,
Destinos remotos, sem remorsos,
O que efectivamente faço é respirar fundo,
É suspeitar de tudo que da sombra vem,
Respira ao meu ouvido,
Sorrindo quando eu sorrio, por isso fujo,
Escolho outro caminho, é certo...






Jorge Santos 06/2018
http://namastibetpoems.blogspot.com






 
Autor
Jorge-Santos
 
Texto
Data
Leituras
365
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
23 pontos
3
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 01/08/2018 10:19  Atualizado: 23/04/2019 21:03
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade:
Mensagens: 1757
 Re: Escolho fugir de mim,




Gostaria de simplesmente tocar no coração das pessoas usando palavras e boas sementes ..

J.S.

Conserto a Palavra
Conserto a palavra com todos os sentidos em silêncio
Restauro-a
Dou-lhe um som para que ela fale por dentro
Ilumino-a

Ela é um candeeiro sobre a minha mesa
Reunida numa forma comparada à lâmpada
A um zumbido calado momentaneamente em exame

Ela não se come como as palavras inteiras
Mas devora-se a si mesma e restauro-a
A partir do vómito
Volto devagar a colocá-la na fome

Perco-a e recupero-a como o tempo da tristeza
Como um homem nadando para trás
E sou uma energia para ela

E ilumino-a

Daniel Faria