https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Jaz por terra...

 
Jaz por terra...
 





Jaz na Terra o sossego e a negação do belo,
Jaz por Terra a noite e a ferida em cal-viva,
A ventura que é sorrir e também chorar gelo,
Jaz na terra o trono e um dono senhor de tudo,

Jaz por terra um templo que abandonei e que
Descuido, por não ter uso nem deuses, esses novos,
Infecundos e impostos para mal do homem feudal,
Homens deuses, a quem a calma e o ódio Deo-opus

De-graça, como se fora eu sacrossanto ermitão,
Em "Cristos Bay resort", jazz por terra o meu ego,
De campeão dos detestados feios de braços,
"Sou tido" como demente por sentir tudo,

Até quando chuva quando cai na Terra quente,
O meu coração me desmente e me desdiz,
Jaz na Terra o sossego e a negação do belo,
Jaz por Terra a noite e a ferida em cal-viva,

A ventura que é sorrir e também chorar gelo,
Jaz na terra o trono de um dono, senhor de tudo,
Apesar de tudo isso sou tido como pouco são,
Por sentir mais que tudo e tod’esta gente,

Quando a chuva cai em meu coração não mente,
"Sou tido" como demente por sentir tudo,
Até granizo quando cai na Terra quente,
No meu coração d’pedra faz frio de geada,

Jaz nele a terra, o céu e o abismo sem fundo,
Jaz na Terra o sossego e a negação do belo,
Jaz por Terra a noite e a ferida em cal-viva,
A ventura que é sorrir e também chorar gelo,

Jaz na terra o trono e um dono senhor de tudo,
Apesar de tudo isso sou tido como louco,
Por sentir mais que tudo e toda a gente,
Quando a chuva cai em meu coração dormente,

Como se fosse real e sentida, credível talvez,
Embora nem sempre…




Jorge Santos 07/2018
http://namastibetpoems.blogspot.com




 
Autor
Jorge-Santos
 
Texto
Data
Leituras
364
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
4
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 19/07/2018 16:34  Atualizado: 19/07/2018 16:34
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade:
Mensagens: 780
 Re: Jaz por terra...
Open in new window

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 19/07/2018 16:49  Atualizado: 19/07/2018 16:49
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade:
Mensagens: 1822
 Re: Jaz por terra...
Open in new window

Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 19/07/2018 18:01  Atualizado: 19/07/2018 18:01
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade:
Mensagens: 4524
 Re: Jaz por terra...
XIV. A abstenção de fazer-se passar por outra pessoa ou entidade e de introduzir dados falsos,
alterados ou distorcidos com a intenção de causar erro, confusão, mal-entendidos, engano ou de
imunizar-se frente a reações que as suas ofensas ou ações contrárias ao presente acordo pudessem originar.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 12/10/2018 17:22  Atualizado: 13/10/2018 10:19
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade:
Mensagens: 780
 .











Não tenho condições pra fazer poesia, a realidade das coisas é demasiado crua e verdadeira, sinto-a como um organismo vivo e cancerígeno que envenena as sensações e gera algo que não constava entre os meus medos e receios, o medo do monstro fascizante e sufocante que mesmo aqui em Portugal já se faz sentir nas conversas misóginas do dia a dia, principalmente sobre minorias étnicas como o caso dos ciganos e outros, sinto que não tenho condições pra me expressar em paz quando vivo intensamente a turbulência e não da maneira de dizer e sentir com os olhos o que vejo, isso era natural em mim, não o abismo que caminha nesta e em todas as direcções e apaga e me apaga de emoções pois não há mais nada a dizer perante tudo isto que seja espontâneo e escrever poesia tem de servir como promessa de um novo mundo o qual não vislumbro nem acredito...