https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

TERRA QUEIMADA 🐺 🐾

 
TERRA QUEIMADA  🐺 🐾
 
 
Foge de tudo que lhe faz sofrer
Nesta terra queimada que é a sua
Solidão imposta pela crueldade humana
Escondido entre as fragas da serra

Não lhe vale o instinto animal
Quando lhe falta o sustento
E a luta é mortal e desigual
Como o fogo do firmamento

Mas sente que nada pode fazer
Não ser voltar a começar
Nesta luta imposta pelo homem
Volta a terra queimada que o viu nascer

E que foi despejado pela cobiça
Da terra que outrora era sua
Levando-o a uma vida submissa
Enquanto lamenta-se para a lua…

🍁🍂

Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Você pode copiar, distribuir, exibir, executar
desde que seja dado crédito ao autor original.


🐾 🐺 🍁🍂

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
José Coimbra

 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
705
Favoritos
10
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
106 pontos
6
10
10
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 23/07/2018 12:28  Atualizado: 23/07/2018 22:42
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15502
 Re: TERRA QUEIMADA 🐺 🐾
Na verdade este excesso de consumo e ambições humanas tem causado um dano sem igual na flora e na fauna. Se assim continuarmos o futuro será tenebroso para todo.Temos que entregar um mundo mais rico para a posteridade e não o contrário .

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 23/07/2018 13:44  Atualizado: 23/07/2018 13:44
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1743
 Re: TERRA QUEIMADA 🐺 🐾
Todo o mal feito ao nosso planeta tem a mão do homem. Infelizmente.
Lindo poema!

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 23/07/2018 22:40  Atualizado: 23/07/2018 22:55
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1102
 Re: TERRA QUEIMADA 🐺 🐾
Em boa verdade afirmo, o homem bicho de tanto querer ter o domínio da terra, irá aos poucos por acabar de destruí-la. Quem destrói a natureza, acaba com a existência da vida neste planeta que se tornará numa triste Terra Queimada ofuscada pela lua e um dia poderá vir a ser tarde.
É triste e revoltante, se o homem não arrepiar caminho, o rumo do planeta terra será devastador!!

Bom Poema, muito sintético e realista.


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 24/07/2018 08:47  Atualizado: 24/07/2018 08:47
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2890
 Re: TERRA QUEIMADA 🐺 🐾
Tudo muda neste mundo: os astros nascem e morrem; más as obras feitas pela mão do homem, muitas vezes, são para o destruir e entristecer.

Parabéns pelo poema estimada poetisa!

Um abraço!

Enviado por Tópico
ElisabettM
Publicado: 07/04/2019 10:37  Atualizado: 07/04/2019 10:37
Participativo
Usuário desde: 04/01/2019
Localidade:
Mensagens: 46
 Re: TERRA QUEIMADA 🐺 🐾

Enviado por Tópico
AntonioCosta
Publicado: 05/05/2020 12:13  Atualizado: 05/05/2020 12:13
Muito Participativo
Usuário desde: 02/05/2020
Localidade:
Mensagens: 97
 Re: TERRA QUEIMADA 🐺 🐾
A TERRA

Também eu quero abrir-te e semear
Um grão de poesia no teu seio!
Anda tudo a lavrar,
Tudo a enterrar centeio,
E são horas de eu pôr a germinar
A semente dos versos que granjeio.

Na seara madura de amanhã
Sem fronteiras nem dono,
Há de existir a praga da milhã,
A volúpia do sono
Da papoula vermelha e temporã,
E o alegre abandono
De uma cigarra vã.

Mas das asas que agite,
O poema que cante
Será graça e limite
Do pendão que levante
A fé que a tua força ressuscite!

Casou-nos Deus, o mito!
E cada imagem que me vem
É um gomo teu, ou um grito
Que eu apenas repito
Na melodia que o poema tem.

Terra, minha aliada
Na criação!
Seja fecunda a vessada,
Seja à tona do chão,
Nada fecundas, nada,
Que eu não fermente também de inspiração!

E por isso te rasgo de magia
E te lanço nos braços a colheita
Que hás de parir depois...
Poesia desfeita,
Fruto maduro de nós dois.

Terra, minha mulher!
Um amor é o aceno,
Outro a quentura que se quer
Dentro dum corpo nu, moreno!

A charrua das leivas não concebe
Uma bolota que não dê carvalhos;
A minha, planta orvalhos...
Água que a manhã bebe
No pudor dos atalhos.

Terra, minha canção!
Ode de pólo a pólo erguida
Pela beleza que não sabe a pão
Mas ao gosto da vida!

MIGUEL TORGA