https://www.poetris.com/
Poemas : 

Meu pequeno barco de papel

 
Tags:  amor  
 
 
A poesia parece-me um barco cálido,
Sem humor no pensamento,
Vai navegando quase estagnada,
No marasmo das palavras;
Como se, nas velas, lhe faltasse o vento
para poder pulsar.
Quero inventar palavras
Que permitam ao meu entusiasmo
Remar e se soltar.

Chegar à praia do mar em que escrevo,
Nesse pequeno barco de papel,
E poder olhar-te no céu do poema,
Como a única lua
a pousar no meu infinito;
Onde marulho como um ramo entre as ondas,
Até jogar-me, contrito, na areia,
Depois de vagar pelo oceano,
Ouvindo-te ecoar para sempre,
Enquanto repito - te amo, amo, amo, amo...

https://www.youtube.com/watch?v=oWQl00LWEwE



Seth é o anjo interpretado por Nicholas Cage no filme Cidade dos Anjos ... Sou feito de sentimentos, emoções, de luz, de amor. Sou a voz que ouves quando pedes um conselho, sou quem te toma nos braços quando necessita... Talvez, agora, enquanto lê essas palavras, eu esteja aí, ao teu lado, olhando dentro dos teus olhos como quem quisesse enxergar o que teu coração demonstra...

Mais tarde.... à noite, quando te deitas... sou quem nina teus sonhos sentado ao teu lado esperando enquanto dormes... dizendo que tudo vai ficar bem. Se ao menos pudesses me perceber, se notasse o que sinto ao teu lado. Basta quereres, basta por alguns instantes esquecer teus problemas, fechar os olhos, como se nada mais existisse, e me deixar chegar perto de ti... te abraçar...

Sinta meu coração batendo ao compasso do teu... Sinta que não está só, nunca esteve! Apenas esqueceste de olhar mais com os olhos do teu coração... Então abra os olhos... veja os meus... me conheça. Ah... quem sou eu pra pedir que me notes? Apenas um anjo que se entrega, se rende... se deixa levar por emoções, que desconhece o que é errado... Apenas um anjo vagando por estrelas, nuvens, pelo céu escuro da noite... olhando pelos outros, despertando amores, anseios, paz nas almas que fraquejam!
Sentado ali de cima te olhando... te observando... deixando, às vezes, uma lágrima cair para se fazer uma gota de orvalho que beijará teus lábios... Lágrima essa por não poder nada mais que apenas te ver... te sentir... sem poder te tocar. Manifesto-me para ti através de pequenas gestos, como um sorriso sincero nos lábios de alguém que não conheces, o toque de uma criança a te fazer carinho...

Palavras escritas nas páginas de um livro que te chamam atenção, palavras que mexem e emocionam o coração... ditas do nada, como um sussurro em teu ouvido... E se um dia uma brisa leve e suave tocar teu rosto, não tenhas medo, é apenas minha saudade que te beija em silêncio.
Os humanos têm um hábito muito peculiar de julgar seus semelhantes pela aparência, de rotular pessoas as quais nunca viram... apenas pelo modo como ela se apresenta... Me assusto algumas vezes ao perceber como o ser humano permite se enganar com embalagens, com invólucros! Deixa muitas vezes de ter ao lado verdadeiros tesouros...

Amizade sincera, lealdade, companheirismo... Simplesmente por não ter gostado do rosto do indivíduo. Imagine uma roseira cheia de espinhos, ninguém acreditaria que dela pudesse brotar uma rosa tão bela, sensível e delicada! É do interior que nascem as flores. Pude conhecer teu interior... me deparei com uma flor linda... e com muitas qualidades.
Muitas vezes é melhor sermos o que realmente somos... a viver como as pessoas acham que deveríamos ser.... Não existe ninguém melhor ou pior que ninguém... apenas diferentes umas das outras e são essas diferenças que mostram quem realmente ela são. Fico assim... dizendo coisas que me aparecem dentro do peito, contando o que se passa em mim, como se estivesse desabafando...

Deus fez os anjos para cuidar dos seres humanos, mas quem cuidará de nós? Continuarei aqui... meio que escondido, ao teu lado, te olhando, te sentindo... esperando que um dia deixes seu coração “olhar” e me ver... Finalmente eu poderia te mostrar o quanto és especial pra mim.. Tento traduzir emoções que nunca senti antes, algo realmente novo pra mim... Sincero... Verdadeiro!
Tu és um poema deixado no ar, palavras implorando para viver! Tu és como aquela estrela que o dia não vê... que espera a noite chegar para poder brilhar no céu! E quando entoas uma canção de amor saiba que ela contem as doces palavras que sempre sussurro ao teu coração.



 
Autor
johnmaker
Autor
 
Texto
Data
Leituras
90
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
4
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 10/08/2018 10:58  Atualizado: 10/08/2018 11:01
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1197
 Re: Meu pequeno barco de papel
John.. é sempre bom sentir a brisa dos teus versos. Sentir esse mar de (a)mar... a areia na ponta dos dedos. Adorei o poema. Abraço.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 10/08/2018 12:45  Atualizado: 10/08/2018 12:45
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15416
 Re: Meu pequeno barco de papel
John
Quanta inspiração! Poema de sonho! Simplesmente amei e levei!
Obrigada pela partilha amigo!
Deixo-te um mimo! Espero que gostes!
Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 12/08/2018 01:20  Atualizado: 12/08/2018 12:28
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 11781
 Re: Meu pequeno barco de papel P/johnmaker
Um barco de papel que a brisa do amor solta e faz balançar o coração que sussurrante o traz a aproar até à praia, mas sempre aberto e virado para o céu e sua estrela! Amor delicioso, feiticeiro!Guardei! Abraço...Sincero...Verdadeiro! Vó

Enviado por Tópico
HelCristina
Publicado: 12/08/2018 02:35  Atualizado: 12/08/2018 02:35
Super Participativo
Usuário desde: 13/07/2018
Localidade:
Mensagens: 113
 Re: Meu pequeno barco de papel
Boa noite poeta!
E aqui está mais um texto poético cantando o amor e sendo ele fundamental na nossa vida é pertinente e necessário que seja cantado em verso, em prosa e, mais importante, em ações desempenhadas a cada instante do nosso dia.
Parabéns!
Abraço.