https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Inté'que poema se chame de Eu ...

 
Inté'que poema se chame de Eu ...
 




Inté'que o poema me chame-seu,
Me chame plo meu nome cão,
Me chame por ele ou não, mas
Não me chame poeta antes de

Me chamar eu-ele ... não me
Chame de gente, porque real
Não sou, não vivo espaç'entre,
O espaço eu sou, não vivo no

Tempo como outra gente, o
Tempo é meu, mesmo não
Sabendo quanto tempo tenho
Pla frente, pra continuar ser eu,

Até que poema me chame eu,
A não ser me chame eu nada,
Coisa alguma, "niente" vento
Sem destino, "nem-sei-quem",

Ou "o-não-sei-das-quantas",
O meu nome é coisa nenhuma,
Cão-com-pulgas, sarnoso, sarnento
Vitupério sem valor de confiança,

Inté'que o poema me chame "de-seu" ...








Joel matos 01/2019
http://joel-matos.blogspot.com





Joel Matos

 
Autor
Joel-Matos
 
Texto
Data
Leituras
317
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
2
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 16/01/2019 09:53  Atualizado: 16/01/2019 09:55
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal, Portugal, Azeitão
Mensagens: 1573
 Re: Até'que poema me chame eu ...
Open in new window

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 16/01/2019 15:04  Atualizado: 16/01/2019 15:05
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal, Portugal, Azeitão
Mensagens: 1573
 Re: Até'que poema se chame-Eu ...
Open in new window