https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Inté'que poema se chame de Eu ...

 
Inté'que poema se chame de Eu ...
 




Inté'que o poema me chame-seu,
Me chame plo meu nome cão,
Me chame por ele ou não, mas
Não me chame poeta antes de

Me chamar eu-ele ... não me
Chame de gente, porque real
Não sou, não vivo espaç'entre,
O espaço eu sou, não vivo no

Tempo como outra gente, o
Tempo é meu, mesmo não
Sabendo quanto tempo tenho
Pla frente, pra continuar ser eu,

Até que poema me chame eu,
A não ser me chame eu nada,
Coisa alguma, "niente" vento
Sem destino, "nem-sei-quem",

Ou "o-não-sei-das-quantas",
O meu nome é coisa nenhuma,
Cão-com-pulgas, sarnoso, sarnento
Vitupério sem valor de confiança,

Inté'que o poema me chame "de-seu" ...








Joel matos 01/2019
http://joel-matos.blogspot.com





Joel Matos , aliás namastibet

 
Autor
Joel-Matos
 
Texto
Data
Leituras
391
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
4
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 16/01/2019 09:53  Atualizado: 16/01/2019 09:55
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1904
 Re: Até'que poema me chame eu ...
Open in new window

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 16/01/2019 15:04  Atualizado: 16/01/2019 15:05
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1904
 Re: Até'que poema se chame-Eu ...
Open in new window

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 17/06/2019 09:52  Atualizado: 17/06/2019 09:53
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1905
 Re: Inté'que poema se chame de Eu ...














Eu



Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada ... a dolorida ...

Sombra de névoa ténue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida! ...

Sou aquela que passa e ninguém vê ...
Sou a que chamam triste sem o ser ...
Sou a que chora sem saber porquê ...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver
E que nunca na vida me encontrou!

Florbela Espanca,











in "Livro de Mágoas"










Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 17/06/2019 09:54  Atualizado: 17/06/2019 09:54
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1905
 Re: Inté'que poema se chame de Eu ...
Tenho Mais Almas que Uma




Vivem em nós inúmeros;
Se penso ou sinto, ignoro
Quem é que pensa ou sente.
Sou somente o lugar
Onde se sente ou pensa.

Tenho mais almas que uma.
Há mais eus do que eu mesmo.
Existo todavia
Indiferente a todos.
Faço-os calar: eu falo.

Os impulsos cruzados
Do que sinto ou não sinto
Disputam em quem sou.
Ignoro-os. Nada ditam
A quem me sei: eu 'screvo.

Ricardo Reis,





in "Odes"