https://www.poetris.com/
Prosas Poéticas : 

Tolices*

 
***

Tolices*

Guardar estrelas no parapeito do olhar
e fazer brotar as tulipas do sorriso que trazemos em comum,
na história que iniciou sem aviso, num fascinante suspiro.
Atravessar todas as distâncias dos nossos dedos,
furiosos e intermitentes, rascunhando o perfeito tempo
que ousamos e tolamente cremos.
Encher as taças das nossas borbulhas
e em tépidos goles, sorver-nos como quem sorve a esperança,
num querer-se subcutâneo sem medo das tentadoras reentrâncias.
Flamejar as dermes, besuntadas de óleo de amêndoas,
queimando olhares, bocas e mãos
como incensos de sândalo num ondular de aderências.
Escavar todos cantos e recantos sublimes
dos corpos em sincronia, em giros nas cavernas,
de lamparinas nos dedos, traçando atalhos sem volta,
nacarados de puríssimo desejo...
Talhar a insegurança, destroná-la sem piedade,
dar espaço ao namoro das pupilas,
dos cílios enroscados dos nossos anseios de ser um do outro,
suturando da solidão a ferida.
Ancorar as curvas das minhas ancas na tua firmeza,
como se eu habitasse imperatriz no teu castelo,
então tua súdita, subjugada, florada e mapeada em teus anelos.
Criar a posse da realidade desse fascínio,
que movediço toma-nos corpo, vida e espírito.
Urge.

Karinna*
 
Autor
karinna*
Autor
 
Texto
Data
Leituras
85
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ZESILVEIRADOBRASIL
Publicado: 11/12/2018 13:41  Atualizado: 11/12/2018 13:41
Muito Participativo
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 62
 Re: Tolices*
o que fazem as pupilas, senão enamorarem-se do poema tanto que trouxeste aqui, enchendo taças e taças de prazer mor que é a poesia enamorada. e não são "Tolices"!. és e será sempre uma poeta romântica. fonte inesgotável.

um abraço bem caRIOca