https://www.poetris.com/
Textos : 

A morte nossa de cada dia

 
Tags:  vida    tempo    morte  
 
Todos os problemas da vida ganham a proporção que nós colocamos neles, incluindo as bandeiras de causas, inclusive muito justas que carregamos pela nossa existência. Grande, pequeno ou minúsculo, tudo está dentro de nós. Temos o poder de transformar um ventinho em uma grande tempestade tropical, assim, tudo exerce sobre o indivíduo a influência que ele em primeiríssimo grau permitiu. Certa ocasião, um grande filósofo e espiritualista disse: "Toda a existência humana é uma grande ilusão".
Temos uma facilidade incrível de nos iludir contudo, fugimos o tempo todo para nossas zonas de segurança e ficamos lá quietinhos. Na realidade da qual buscamos escapar criamos monstros horripilantes e inúmeros Deuses para nos proteger de nós mesmos. A despeito de nós mesmos e das nossas potencialidades, a gente morre o tempo todo todos os dias. As células do nosso corpo morrem e se renovam o tempo todo, de forma que, em um período entre 7 e 10 anos, todas a células do nosso corpo morreram e deram lugar a células novas. A grande verdade da vida é que morremos desde o nascimento até a total dissolução do nosso corpo. Viver é morrer todos os dias. Apesar de todos os nossos esforços a morte total chega e deixamos de existir. Muitos serão lembrados pelas atrocidades que fizeram em vida e outros por terem realizado algum benefício em prol do planeta e da humanidade, no entanto; a grande maioria raramente será lembrada. A vida é tão curta e a morte tão veloz, que não vale a pena o stress e a correria dos tempos modernos ou a tristeza por coisas banais. Sr. Deus, regente supremo da minha existência, trabalho árduo para que em mim, mais veloz que a morte, seja a minha alegria de viver e o meu amor incondicional por todo ser vivente.


Meu objetivo na vida
É trazer luz lá do fundo
Assim na partida
Já conhecerei além-mundo




 
Autor
sendoluzmaior
 
Texto
Data
Leituras
83
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.