https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

O HOMEM-ABSURDO

 
 
Sísifo, gauche & alquímico, segue engessando
o aqui & agora. Pura negação dos deuses.
Mãos de poeta rolando a pedra do tempo
montanha acima. Cavocando a carne
até sobrar somente cinzas do instante.
Traços surrealistas das parcas sobre carbono.
Mapa afetivo. A previsão exata de um
tarot de marselha: o cavaleiro da morte
cavalga a ironia do absurdo: vai-se
num atropelo, num sopro,
num samba diurno.


Lucas Luiz nasceu em Guararema, em 1991.
Continua em pé, embora carregue a sequela
da invisibilidade.  Nunca ganhou medalhas
ou qualquer prêmio. Iniciou publicando
crônicas no “Jornal D’Guararema” e depois
poemas no site de variedades “Guararema T...

 
Autor
LuscaLuiz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
87
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 19/02/2019 09:39  Atualizado: 19/02/2019 09:39
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15127
 Re: O HOMEM-ABSURDO
Vai, Luiz, ser gauche na vida! Abraços?