https://www.poetris.com/
Poemas : 

inusitado.

 

como foi que era já não sei.

tenho entre os olhos cerrados apenas uma intenção inconsciente
um olhar empurrado uma porta aberta
delicada
um sorriso com não sei que destino

nada era meu - parecia!- mas chamava-me na ausência
era eu o nome
o nome que nunca cri

[e é também isso que me dói]

 
Autor
AlmaMater
Autor
 
Texto
Data
Leituras
107
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 09/03/2019 10:44  Atualizado: 09/03/2019 10:44
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1943
 Re: inusitado.
Open in new window