https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Aleatórios... o que consegui extrair de mim hoje.

 
**********************************
**********************************
**********************************



ter teu corpo amante amigo em minhas mãos
acariciar-te com a pureza infantil
fixar-me em teus olhos vívidos
dormir contigo o sonho duma vida
acordar no mundo encantado que criaste
beijar teus pontos fracos devagar
ver renascer em ti o amor impossível
que guardaste só pra mim a cada manhã
dosando esta minha febre de querer-te
além de minha sede de viver
só por ti, amor, meu único amor




***




planai entre as nuvens num (bi)plano

alumiai os pensares
entre a Luz e o mundo lá embaixo

pousai num fecundo campo verde

semeai o aprendizado
e verás Deus em cada mudinha que germina
em cada alevino de águas límpidas
pois que Ele é a metamorfose de toda criação

Ele é o (aero)plano que te leva a viagem insólita
e fala ao teu ouvido os planos de qualquer voo






***






Artigo espontâneo.



Há alguns exemplos na Bíblia que deixam tácito e insofismável que D'us escolhe a pessoa e não a pessoa que O escolhe. A nós, que diuturnamente vivificamos nosso criador,
basta crermos ou não, aceitarmos ou não a fé que o mesmo incutiu em nosso âmago. D'us
não precisa do homem, posto que o homem é o substrato que Ele criou como uma projeção de si mesmo enquanto matéria. E, em cada um, crivou seu selo espiritual e o contemplou com um prazo de validade para aceitar ou não seu princípio espiritual, tipo "crescei e multiplicai-vos". Ora, à partir do casal original, a Terra se povoou desordenadamente,
gerando a discrepância social que vemos melancolicamente. Corpos físicos morrem de fome, sede; morrem pela gana de alguns dentro da hierarquia do poder; morrem pela guerra; morrem no trânsito... pela doença... por uma bala perdida... E tudo por quê? Por causa do poder, por causa da grana geradora de tudo isso. Voltamos ao substrato... não de D'us, mas do homem. Então sou obrigado a crer que D'us, e o que sobra de tudo isso, é a fé inerente a todos corpos físicos sem distinção. O que molda nossas mentes é a ambição de nos acharmos acima do bem e do mal. O único dom que temos é o menor dos dons, pois nascemos com ele, crescemos com ele, ou seja, cada um tem uma aura espacial e energética para abrir a porta do Espírito Santo, ou não! Quando você se arrepia ao fazer uma oração é porque o Altíssimo está te ouvindo. Você já reparou nisso? Esta é a energia celeste a qual retrato. Quando você ler na Bíblia: "Combati o bom combate", e sentir que esse versículo traduz tua experiência física, sinta apenas e reveja os conceitos de tua fé. Sempre digo, mesmo sendo leigo, que "se você não se conectar, como poderá sentir a presença de D'us?"
Conecte-se apenas e não seja balança pensa. D'us espera algo inusitado de tua parte. D'us tem o teu histórico de passagem e Ele é quem decide se vai ou não resgatar a tua alma. Afinal, lembre-se que o barro de Alá tinha as cores de nossa pele, por isso D'us é de todos, e todos têm uma causa com Ele muito simples: à espera de um dia vê-lo face a face para cada mistério individual vir à tona, pois até o Universo foi tão-somente a vontade Dele que se expandiu. Expanda-se naquilo que está dentro de você e sinta-se o filho projetado do casal original. (Rehgge)




***



.......................................................
tudo que provir, advir
há de vir, há de vir...


Rehgge



 
Autor
poemus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
305
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
3
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
poemus
Publicado: 05/05/2019 05:58  Atualizado: 05/05/2019 05:58
Da casa!
Usuário desde: 01/05/2018
Localidade:
Mensagens: 357
 Re: O que, desinspirado, consegui extrair de mim hoje.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 05/05/2019 18:38  Atualizado: 05/05/2019 18:38
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15932
 Re: Aleatórios... o que consegui extrair de mim hoje.
Regghe
A sua falta de inspiração quase me deixa sem ar.
Acho que na verdade você inspirou e agiu/escreveu! Foi uma espécie de inspira +ação!
Que linda declaração de amor!
Transcendental! Levei!
Obrigada por partilhar!
Beijos!
Janna