https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

à espera do que sem espera me vem.

 
**********************************************************************




à espera do que sem espera me vem
(título provisório)







quem virá me dizer
do bálsamo que induz a vida
pra na finda estrada sorrir
de todo tempo ao relento
de minha vivência
em cada chegada
em cada partir

se tanto sofri
vigiando cada primavera
em que solitário
tentei e tentei renascer
ora manso
ora fera

quem me dará o guia
por que se instruem as faces felizes
em reprises
tais relembranças
que voltarão desiguais

se o que me muda
são os dias iguais
de uma espera
como nódoa hospedeira
do que penso e digo
no castigo
que já não posso suportar

se um ombro amigo
e só um ombro amigo
me dirá segredista
me dará a chave da conquista
de portas que abrirei
se já não sei
se este fugaz ânimo
é o oxigênio que me faz prosseguir

sem mais nem porquê
apenas no aguardo de quem virá
pra me dizer
o que preciso saber
sobre o que resta em mim
tão fragilizado
tão sem sentido
tão pouco pra dividir







****


.......................................................
tudo que provir, advir
há de vir, há de vir...


Rehgge



 
Autor
poemus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
257
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
34 pontos
6
2
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
poemus
Publicado: 24/05/2019 03:20  Atualizado: 24/05/2019 03:20
Da casa!
Usuário desde: 01/05/2018
Localidade:
Mensagens: 384
 Re: à espera que sem espera me vem.



Enviado por Tópico
boxer
Publicado: 25/05/2019 08:33  Atualizado: 25/05/2019 08:33
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2009
Localidade:
Mensagens: 716
 Re: à espera do que sem espera me vem.
.
se o que me muda
são os dias iguais
de uma espera
como nódoa hospedeira
do que penso e digo
no castigo
que já não posso suportar


Muito bom! Viver da mudança e na expectativa do que virá: a próxima dor ou o próximo verso...


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 25/05/2019 10:59  Atualizado: 25/05/2019 10:59
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12439
 Re: à espera do que sem espera me vem. P/poemus
A esperança nunca morre
e o amor está sempre connosco
foi um presente que nos deu Deus
quando nascemos, e o levaremos
no dia, de dizer ao mundo, adeus.

Abraço, um poema muito bonito, gostei muito Vó