https://www.poetris.com/
Poemas : 

Horizontes

 
Há palavras estreitas a esquecer horizontes
ditas às cegas
acesas

a diluir no tempo
a miragem de escrever pontes.

Já foram aves
e raízes de azul
e bordaram na pele urgências de luz

asas de linhos brancos
viagens de águas claras
perfume de liberdade a brotar das fontes.

Há palavras a cair das margens
canções falseadas a ouvir
a insónia do vento
e a prender no silêncio dos rios
a floração do encontro.

 
Autor
Briana
Autor
 
Texto
Data
Leituras
93
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.