https://www.poetris.com/
Poemas : 

Do grito ao eco

 
É o grito em movimento. Uma espiral
de espaços na pulsação do tempo
como passos a desenharem os sobressaltos e as oscilações da vida.
Uma sinfonia a alimentar as palavras guardadas letra a letra
sob a pele adormecida.
Habitada de solidão.
A resistir aos afetos onde arrumas
as personagens do esquecimento. As coisas do esquecimento.

A tua pele adormecida. A desafiar o silêncio
a esculpir as horas como um abrigo
para os teus dias.

O grito em movimento. Em busca da metamorfose
do tempo. A doer na palidez do branco.

 
Autor
Briana
Autor
 
Texto
Data
Leituras
44
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.