https://www.poetris.com/
 


Os segredos desta pedra ritual
Nunca ninguém desvendará
Assim como os seus símbolos cravados
Nunca ninguém descodificará

Pedra de sangrentos sacrifícios
Que no tempo ficou esquecida
Alguns dizem que é a pedra do mal
Mas outros dizem que é a pedra da vida

Na verdade eles não sabem
Porque a pedra é mais antiga que a humanidade
E esses simples mortais
Nunca irão conseguir calcular a sua idade

Os seus caracteres gravados
São em honra a um Deus sangrento
E a pedra é um local de sacrifícios
Para acalmar o seu temperamento

O nome desse Deus, eu não digo
O que disse já foi demais
E hoje é noite de lua cheia
Então que comecem os rituais.



Jorge Érebo

 
Autor
JorgeÉrebo
 
Texto
Data
Leituras
90
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Recentes
VI
V
III
II
I
Aleatórios
I
II
III
V
VI
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 11/06/2019 15:13  Atualizado: 11/06/2019 15:13
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 975
 Re: V
não está mal, V