https://www.poetris.com/
Poemas : 

TREVAS

 
A noite dorme insone;
Bocejos da madrugada.
A lua ressona acordada
Pelo deserto sem nome.

Estrelas escondem a luz;
No universo, a escuridão
Retrata o silêncio em vão,
Pois os ecos que são azuis

Vomitam o sol quadrado...
A atmosfera fica de lado
E os ventos sopram urtiga.

Coça-se, na bexiga, o éter;
E a urina desce pelo ureter
Invadindo a Terra inimiga!


DE Ivan de Oliveira Melo

 
Autor
imelo10
Autor
 
Texto
Data
Leituras
75
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 26/06/2019 12:02  Atualizado: 26/06/2019 12:02
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1943
 Re: Trevas
Open in new window