https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Soneto da Meia Morte

 
Open in new window
Soneto da Meia Morte

Já que algum dia eu terei de morrer
não devo morrer entre meus demônios
em meio a pesadelos e não a sonhos
eu não deixarei isto acontecer

Quando ouvir da foice o sibilar
vou olhar os olhos do ser bisonho
direi: Fora morte, a você me oponho.
Ainda não pude meus demônios espantar!

Se a dona Morte abraçar esta historia
eu beijarei a mão desta senhora
Será que sairei desta inteiro?

Afinal dona Morte quem não chora
não mama e além de chorar eu esperneio
Será que os fins justificam os meios?

Alexandre Montalvan


 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
149
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 26/06/2019 15:09  Atualizado: 26/06/2019 17:49
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1927
 OK
.Open in new window




Enviado por Tópico
Eternamente
Publicado: 27/06/2019 13:37  Atualizado: 27/06/2019 13:37
Muito Participativo
Usuário desde: 01/04/2012
Localidade:
Mensagens: 89
 Re: Soneto da Meia Morte
Bom dia caríssimo poeta!

Ninguém quer a morte,então que valha toda luta para a espantar.