https://www.poetris.com/
Poemas : 

evolução para coisas inúteis

 
Plantar uma árvore,
ter um filho,
fazer um livro.

deixar semente e oxigénio,
ensinar as novas vidas,
deixar o testemunho ao próximo.

Não sei se fiz um livro mas já escrevi
posso desconfiar que ate já consegui,
vou dando a minha opinião e simpatia.

Quem dá à luz é mãe.
Portanto eu serei o pai.
Importante é alguém seguir os teus passos.

As árvores que planto, no verão dão sombra
mas não tenho a certeza do rumo
que fui dando aos ramos.

Na arquitetura poética do mundo rural
nada mais é importante
que viver ainda melhor
até a árvore morrer imortal
e deixar sempre outra crescer
mas até quando se vamos todos a correr
se vamos todos pelo mais fácil.


josemariafonso

 
Autor
josemariafonso
 
Texto
Data
Leituras
76
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/07/2019 09:03  Atualizado: 25/07/2019 09:03
 Re: evolução para coisas inúteis
os pais também dão à luz.
pois... ainda por cima num tempo em que é tudo para ontem e ontem já morreu.
a vida actual é um negócio. agora não se vive, nem há sequer tempo para isso, agora sobrevive-se. consumimos a natureza e deita-mo-nos e levanta-mo-nos com o telemóvel. agora a vida fica no telemóvel. este tempo é uma maravilha
para os mortos.