https://www.poetris.com/
Poemas : 

A evolução das coisas úteis

 
Plantar a árvore na mata
ter o filho e fazer o livro.
ao mesmo tempo tiro a carta.

É deixar a semente,
o aprender e deixar ao próximo,
por isso faz o mesmo obviamente.

A Mãe Natureza dá à luz Árvores
tudo depende do rácio,
na minha aldeia Ela não tem negocio.

Sem financiamento não há ramos
viver assim até a árvore morrer,
deixar ramos mas deixar outra a crescer.

Nesta altura vários cometas atingem o Sol,
o impacto cria uma super energia,
ate a penumbra se fez dia
de tanta intensidade que desaparece.
Lentamente aos nossos olhos,
terrivelmente rápido para a Terra,
bastaram algumas semanas.
Já vários planetas são velórios
deixaram de ter a rotação sobre si próprios
que alteram trajetórias.

Bastaram 4 anos desde o apagão
estarmos agora na rota de colisão.

Júpiter que já atingido pelas suas luas,
atinge a Terra simplesmente empurrada
e indo na mesma trajetória que Júpiter.
O impacto retirou o escudo protetor
e a Terra congelou completamente.

E ninguém mais soube de mim.
Sempre na mesma trajectória. Fim


josemariafonso

Planta uma arvore só para mais tarde te lembrares que devia ter sido arvores de fruto.
Ter um filho, mais tarde também o será.
Faz um livro de paginas brancas e com tinta branca para não haver enganos.
 
Autor
josemariafonso
 
Texto
Data
Leituras
65
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.