https://www.poetris.com/
Poemas : 

O teu nome

 
Como um pássaro pousado ao acaso
sobre os soluços das mãos. Escrevo o que sobra
do que ficou por dizer. Palavras
indecisas em supefície
branca
monólogos a evocarem a geografia das sombras.
Junto aos olhos existe um lugar
breve
na periferia de um silêncio
líquido
onde repouso o teu nome adormecido num abismo de azul.
Chove.
E a árvore sobrevive como símbolo das
coisas que atravessam
o esquecimento.

 
Autor
Briana
Autor
 
Texto
Data
Leituras
139
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/08/2019 17:04  Atualizado: 12/08/2019 17:04
 Re: O teu nome
Cara Briana, foi de facto um prazer, um gosto enorme conhecer a tua escrita. Como parto hoje de férias para parte incerta, se me permites, vou deixar aqui um texto antigo como agradecimento. Gostaria que continuasses a escrever. Desejo-vos tudo de bom. inté



Os Teus Verdes

É verdade, é saudade, sim, e,
desejo, também

É o teu ritmo,

simples e, o feitiço do teu cabelo perfumado que ficou comigo desde aquele momento em que os nossos olhares se cruzaram nas palavras que não dissemos, espontâneos, desarticulados, estrelados no suor momentâneo do pensamento, sentindo o palpitar, despindo o batimento cardíaco sob a pele, cristalina

O tempo estende-nos um abraço quando nos tomamos de vagares, peregrinos, de cuidados especiais, a sentirmos o êxtase dos itinerários, surpreendidos. Os teus olhos meigos ficaram dentro de mim. Quis o destino fazer uma barca cujo som das velas me ajuda a respirar a próxima página, escrevendo os nossos lábios, rebeldes, jovens em, estado creme, d´une inoubliable caresse... la lune... Meu Amor

Os Teus Verdes, 2010, In Vestidos De Regadio, 2014, Alberto Moreira Ferreira
https://albertomoreiraferreiracollec.blogspot.com