https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Soneto niilista

 
Que há nesses céus? Que há nessa terra impura?
Improfícua procura sob o escuro
Opressor que devora -- este perjuro
Que ao sedento por luz impõe tortura.

No acaso infeliz da tragédia orgânica,
O bípede enganado e vanglorioso
Delira com um mundo fabuloso,
Preso em sua existência tragicômica

Decadentes no abismo, qual insetos
Débeis a marchar, rumo aos tão secretos
Salões, onde a verdade é lapidada

E os vermes dilaceram os defuntos
Sem razão, alma ou deus algum -- conjuntos
Mortos e vazios num mundo de nada


 
Autor
Mainardes
Autor
 
Texto
Data
Leituras
78
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JorgeSantos
Publicado: 20/09/2019 12:45  Atualizado: 20/09/2019 12:47
Super Participativo
Usuário desde: 28/06/2019
Localidade:
Mensagens: 192
 Re: Soneto niilista (Free Niil Rick)
Open in new window