https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Maturação

 
Onde ficaram minhas esperanças?
Meu sorrido de infante; meu brilhante
Olhar? Onde minha alma delirante
Morreu p'las mãos das más-aventuranças?

Meu desejo persegue como fera
O semblante intocável da além-vida
Que, em minha insuportável e incontida
Loucura, me angustia e me flagela.

Quando a chuva cessar, enfim, e a dor
Que sinto for embora, hei de sorrir
Como outrora, nos tempos de garoto,

Mas, enquanto o martírio ditador
No meu coração morto residir,
Nada serei além de um corpo roto.

10/09/2019
Castro, Paraná


 
Autor
Mainardes
Autor
 
Texto
Data
Leituras
75
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 18/09/2019 19:26  Atualizado: 18/09/2019 19:29
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 974
 Re: Masturbação