https://www.poetris.com/
Poemas : 

Não importa quem venha. a caminho p`ro precipício

 
Sábado vou recolher-me
Sem adega com pipos
A rezar vou entreter-me
Por boas graças p`ros tipos

P`ra domingo comprei fato
Camisa, e sapato de verniz
Bem janota lá p`ro acto
Arrumado e com muito cariz

Vestido bem a preceito
Vou p`ra cama dormir
Porque de qualquer jeito
Antes se pode presumir

Na segunda ao acordar
Será como na manhã anterior
Não me vou decepcionar
Com um qualquer estupor

Mais pobre acordarei com certeza
Responsabilidade de tais vilões
Que nos arrastam p`ra pobreza
Devendo já 252 mil milhões

 
Autor
Petrônio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
70
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.