https://www.poetris.com/
Poemas : 

A oportunista vs "lambão"

 
16 da tarde
Mini-mercado
Lugares imensos
Não!
Questionado pela funcionária:
Quatro latas de atum?
Responde o "lambão":
Sim!
Diz a mesma:
São 8 euros e sessenta
Retorquiu o "lambão:
Coisa cada vez mais cara
Ao lado
Estava uma oportunista
E diz:
Quem come atum é lambão!
"Lambão" questiona:
Um dia
1 ovo cosido
no outro
1 posta de peixe
A seguir
1 lata de atum
Sucessivamente
E na forma alternada!
Será ser-se "lambão"?
"Lambão" pergunta:
Você que come?
Responde oportunista:
Se forem bifes
Dois
Se for peixe
Três filetes
Para acompanhamento
Batatas ou arroz
O "lambão
Pesa 62 kilos
A oportunista
Aparenta "boa saúde"
Pesa entre 80/90 kilos
No dia seguinte
"Lambão" descobre:
A oportunista é alimentada por uma IPSS
Encontrada a razão p`ro argumento
E para não poupar!
O "lambão" contribuiu
Pela via de impostos
Para comida que a oportunista come
Por isso
Poupa o "lambão"
Por si e pela sua carteira
E por via dos ditos impostos
Garante-lhe a fartura
Da/das refeições


Realmente a oportunista não precisa poupar.


 
Autor
Petrônio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
76
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.