https://www.poetris.com/
Poemas : 

Nada se parece comigo

 
Nada se parece comigo
 









Quantos Césares fui, não digo,

Nenhum se parece comigo nos testículos,
No beiço, mais que o néscio do altifalante,
Ou nem mesmo, sou o tresloucado
Do Olimpo e íntimo do Olifante,
Velado intermitentemente por velas

De pouca luz, anãs brancas,
Nada comigo se parece tanto,
Dado que não se mede a metro,
O destino dos que vêem
Posterior e mais além,

Vivo na vertente lenta do céu,
Comigo me cruzo, disto
Sem saber donde, terra
Morta de qual exército
Fictício, irreais regimentos

De disléxicos crónicos,
Burma, guerra d'Crimeia
E gangrena, consolar-me-iam
Pouco, mesmo que prediga
Neles outra sequela, Cornaca

De Ganesh, telhado d'Valhalla
Roto, novela de expressões
Alheias é o que sou, sendo
Que nada se parece comigo,
Excepto ao serão o hospício

Dos indexados e esdrúxulos,
Com coração de palha, Faia,
Pão de rala, água benta, dentes
Falsos, nada de milho cru,
Quantos Césares fui, esqueci...







Jorge Santos 10/2019
http://namastibetpoems.blogspot.com











namastibet, aliás Joel matos

 
Autor
Namas-tibet
 
Texto
Data
Leituras
171
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
43 pontos
5
3
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 08/11/2019 17:02  Atualizado: 08/11/2019 18:30
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1020
 Ninguém se mede comigo ...
Ninguém se mede comigo ...

Open in new window

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 08/11/2019 20:34  Atualizado: 08/11/2019 20:34
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 2069
 Claudio Bravo Camus
Open in new window

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 12/11/2019 10:24  Atualizado: 12/11/2019 10:24
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 2085
 The Militant Ecologist