https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Batidas

 
Tags:  amor    vida    Luciano Spagnol    Batidas  
 
Se eu nasci para um curto breve
No amor tenho razão de pressa
A batida do coração não é leve
E meu olhar sem querer confessa

Este piegas do meu coração
Não economiza as suas batidas
Está sempre no ritmo da emoção
E sempre renascendo das feridas

E quando o coração recusa a bater
É o medo que toma conta e o temor
É cada dia menos no dia para viver
E o sentimento com suspiros e dor

Se tudo vale a pena em ter vivido
Estar no silêncio é um cruel vazio
Então é muito bom ter te conhecido
Pois, sem você tudo seria sombrio

© Luciano Spagnol – poeta do cerrado
07 de novembro de 2019 – Cerrado goiano


Sou alma do cerrado, pé no chão, do triângulo, do chapadão. Pão de queijo com café, fogão de lenha, das vilas ricas, arraiais, filho de Araguari, das Gerais...
© Luciano Spagnol - poeta do cerrado

 
Autor
LucianoSpagnol
 
Texto
Data
Leituras
210
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.