https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Escravo

 
A epifania da escuridão
súbito escravo da dor
densamente consumido
pela turva nevoa da solidão.

Versos que respiram por aparelhos
muita coisa aqui está morto,
não a vida da putrefação
olhos mergulhados na apatia
o fim, infelizmente é a melhor opção.

 
Autor
GabrielsChiarelli
 
Texto
Data
Leituras
286
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.