https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES

 
REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES
 
Vou escrever e falar
Dum reino maravilhoso
Que há neste mundo
De um oceano megalítico
Onde a fonte jorra a água
Que me lava a alma
Da fraga chora a mágoa
Que me prende a vida
E no outono solta as folhas
De várias cores como giestas
Pois já galguei rios, saltei montes
Atravessei abismos e tempestades
Desfiz-me na espuma do nevoeiro
Nas fragas frias por entre os lobos
Neste mar de xistos de íngremes socalcos
E em cada degrau que me há-de levar ao céu
Deste reino maravilhoso de Trás-os-Montes em poesia.



╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Você pode copiar, distribuir, exibir, executar
desde que seja dado crédito ao autor original.


Neste Outono
Que eu seja um verso
Que o rio rasga
As fragas beijam
E o mar abraça
Em poesia

🦋🌹

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
537
Favoritos
8
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
96 pontos
10
11
8
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Legan
Publicado: 08/01/2020 21:10  Atualizado: 08/01/2020 21:10
Da casa!
Usuário desde: 26/01/2010
Localidade: Algures em Trás-os-Montes
Mensagens: 237
 Re: REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES
Um reino maravilhoso assim como a sua poesia...

Tenho orgulho de pertencer a este reino esquecido...
Até parece que está a descrever a minha terra, a única coisa que ela não tem é xisto. mas temos granito.

Adorei

Abraço
José Coimbra

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 08/01/2020 22:51  Atualizado: 09/01/2020 12:28
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1053
 Re: REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES
Soberbo o teu poema my love.
Essa linda beleza paisagista que é TRÁS-OS-MONTES, das suas fragas onde a chuva se esconde por esses vales, montanhas, rios e ribeiros em sentimentos vividos lá ao longe com os verdejantes campos de cultivo e os animais em rebanho nas pastorícias comandados pelos seus abnegados pastores na labuta do dia a dia,a vida se comprime numa paixão ímpar. Esse sol quente e bem iluminado que aparece na madrugada matinal e se põe para lá das montanhas.
Em Trás-os Montes, dificilmente ouvimos alguém queixar-se das filas de trânsito, ou dos carteiristas, são problemas da “civilização” que , felizmente, ainda estão muito reduzidos nesta região ainda pura e virgem aqui e acolá.
De igual forma, facilmente ouvimos alguém dizer que “temos uma região de belas paisagens”, “boa comida”, “melhor bebida” e a simpatia das suas gentes, onde até têm os Caretos esses personagens mascarados do carnaval chocalheiro de Trás-os-Montes e Alto Douro, recentemente reconhecidos como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO.
Um bem haja a toda a região transmontana e a Portugal.



Enviado por Tópico
amifrejr
Publicado: 08/01/2020 23:14  Atualizado: 08/01/2020 23:14
Muito Participativo
Usuário desde: 28/03/2017
Localidade: ALEXANDRIA & RIACHO DA CRUZ-RN
Mensagens: 88
 Re: REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES
Esse reino Maravilhoso simplesmente me encantou... Parabens IsabelRFonseca!

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 09/01/2020 01:23  Atualizado: 09/01/2020 01:23
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1713
 Re: REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES
Que encanto amiga! Quem dera ir visitar esse lugar lindo!
Adorei!
Bjs

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 12/01/2020 00:15  Atualizado: 12/01/2020 00:15
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6739
 Re: REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES
Boa noite, minha querida. Belíssima construção poética.

Parabéns,
Beijos,

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 14/01/2020 12:38  Atualizado: 14/01/2020 12:38
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9569
 Re: REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES
Bom dia IsabelRFonseca, teus versos referendam em plenitude as premissas virtuosas exaladas por esta fração aconchegante do nosso amado Portugal, parabéns pelo vosso envolvente poema, MJ.

Enviado por Tópico
AntonioCosta
Publicado: 08/05/2020 11:59  Atualizado: 08/05/2020 11:59
Muito Participativo
Usuário desde: 02/05/2020
Localidade:
Mensagens: 90
 Re: REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES
Alberto Caeiro

V - Há metafísica bastante em não pensar em nada.


Há metafísica bastante em não pensar em nada.
O que penso eu do Mundo?
Sei lá o que penso do Mundo!
Se eu adoecesse pensaria nisso.

Que ideia tenho eu das coisas?
Que opinião tenho sobre as causas e os efeitos?
Que tenho eu meditado sobre Deus e a alma
E sobre a criação do Mundo?
Não sei. Para mim pensar nisso é fechar os olhos
E não pensar. É correr as cortinas
Da minha janela (mas ela não tem cortinas).

O mistério das coisas? Sei lá o que é mistério!
O único mistério é haver quem pense no mistério.
Quem está ao sol e fecha os olhos,
Começa a não saber o que é o Sol
E a pensar muitas coisas cheias de calor.
Mas abre os olhos e vê o Sol,
E já não pode pensar em nada,
Porque a luz do Sol vale mais que os pensamentos
De todos os filósofos e de todos os poetas.
A luz do Sol não sabe o que faz
E por isso não erra e é comum e boa.

Metafísica? Que metafísica têm aquelas árvores
A de serem verdes e copadas e de terem ramos
E a de dar fruto na sua hora, o que não nos faz pensar,
A nós, que não sabemos dar por elas.
Mas que melhor metafísica que a delas,
Que é a de não saber para que vivem
Nem saber que o não sabem?

«Constituição íntima das coisas»...
«Sentido íntimo do Universo»...
Tudo isto é falso, tudo isto não quer dizer nada.
É incrível que se possa pensar em coisas dessas.
É como pensar em razões e fins
Quando o começo da manhã está raiando, e pelos lados das árvores
Um vago ouro lustroso vai perdendo a escuridão.

Pensar no sentido íntimo das coisas
É acrescentado, como pensar na saúde
Ou levar um copo à água das fontes.
O único sentido íntimo das coisas
É elas não terem sentido íntimo nenhum.

Não acredito em Deus porque nunca o vi.
Se ele quisesse que eu acreditasse nele,
Sem dúvida que viria falar comigo
E entraria pela minha porta dentro
Dizendo-me, Aqui estou!

(Isto é talvez ridículo aos ouvidos
De quem, por não saber o que é olhar para as coisas,
Não compreende quem fala delas
Com o modo de falar que reparar para elas ensina.)

Mas se Deus é as flores e as árvores
E os montes e sol e o luar,
Então acredito nele,
Então acredito nele a toda a hora,
E a minha vida é toda uma oração e uma missa,
E uma comunhão com os olhos e pelos ouvidos.

Mas se Deus é as árvores e as flores
E os montes e o luar e o sol,
Para que lhe chamo eu Deus?
Chamo-lhe flores e árvores e montes e sol e luar;
Porque, se ele se fez, para eu o ver,
Sol e luar e flores e árvores e montes,
Se ele me aparece como sendo árvores e montes
E luar e sol e flores,
É que ele quer que eu o conheça
Como árvores e montes e flores e luar e sol.

E por isso eu obedeço-lhe,
(Que mais sei eu de Deus que Deus de si próprio?),
Obedeço-lhe a viver, espontaneamente,
Como quem abre os olhos e vê,
E chamo-lhe luar e sol e flores e árvores e montes,
E amo-o sem pensar nele,
E penso-o vendo e ouvindo,
E ando com ele a toda a hora.


“O Guardador de Rebanhos”.
In Poemas de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 08/05/2020 18:15  Atualizado: 08/05/2020 18:15
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 3217
 Re: REINO MARAVILHOSO DE TRÁS-OS-MONTES