https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O massacre da fé

 
Data cinco dias e as portas do inferno se abrem.
O leito do oceano está vazio...
Não há mais preces, amor ou valentia.
O leito do oceano está vazio.

Os dias tocam a viola sem dó.
Um coração estilhaçado não bate no peito.
...Há formigas por dentro.

Por dentro,
quem é que está morrendo??
Ele?
Eu?
Os anjos?
Deus?


Leonor Huntr

 
Autor
Veit
Autor
 
Texto
Data
Leituras
291
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
15 pontos
5
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 06/02/2020 11:30  Atualizado: 08/03/2020 16:08
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 2255
 .
.Open in new window


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/02/2020 00:07  Atualizado: 09/02/2020 00:07
 Re: O massacre da fé
já não há anjos minha amiga. deus perdeu à nascença. este teu poema faz-me lembrar aqueles filmes mexicanos em que o artista morre ao fim. todos os artistas morrem ao fim por isso... morrer ao fim já não é mau comparado com deus que morreu no inicio. creio que a foda ficou a meio. só assim se explica tantos diabos no mundo. que rico mundo! o boisonaro o chocolato americano e aqueles que atentaram contra charlie... eu passo a vida a pedir. eu amo charlie e todos os que lutam pela liberdade. deus também devia ter um pé de ir. 原諒我 please. um dia destes terei de ter uma conversa séria com ele. o raio do homem...
o massacre de santa fé é um pouco parecido com o urso que o atrasado te deixou aqui. enfim. perdoemos o mundo dos ursos e dos outros. um bom fim de semana
ah... quase esquecia aquele filme muito fixe do charl.. es bronson
um bom domingo