https://www.poetris.com/
Poemas -> Minimalistas : 

Reciclagem

 
Perdigotos – Que perigo!
Se estás resfriado amigo,
Não chegues perto de mim.
Sou fraco, digo o que penso.
Quando tossir use o lenço
E, também se der atchim.
Corrimãos, trincos, dinheiro
São de germes um viveiro
E o da gripe mais freqüente.
Não pegá-los, impossível.
Mas há remédio infalível,
Lave as mãos constantemente.
Se da gripe quer livrar-se
Arranje um jeito e disfarce,
Evite o aperto de mão.
Mas se vexado consente,
Lave as mãos freqüentemente.
Com bastante água e sabão.
Da gripe já está curado?
Bem, mas não queira, apressado,
Voltar à vida normal.
Consolide bem a cura,
Senão você, criatura,
Recai e propaga o mal.24

4 Previna-se contra a gripe (s. d.), cartilha distribuídas pelas campanhas do Serviço Nacional de Educação Sanitária (ver: Fundação Biblioteca Nacional, Sessão de Obras Gerais).


Uma pesquisa na Internet sobre gripe espanhola
https://www.google.com.br/url?sa=t&sou ... Vaw1Cc3EMYKBUfEGKa1PSgH99


Você deve estranhar eu falar tanto de Deus, mas foi em uma oração que eu pedi a Deus às palavras que escrevo , talvez um dia eu pare de escrever , mais Deus não depende de minhas letras para existir.

 
Autor
Erotides
Autor
 
Texto
Data
Leituras
99
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 26/03/2020 00:56  Atualizado: 26/03/2020 00:56
Muito Participativo
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: BRASIL
Mensagens: 94
 Re: Reciclagem
Quando resolvi reproduzir esse texto, não foi para lembrar de algo triste ,mas para aprender com ele, e, ver que os mesmos erros do passado, podem acontecer hoje. Que os avanços da humanidade, não é de gigantes, mas são passos lentos, de uma Pessoa doente.