https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Humanizar

 
Tags:  amor    cerrado    Luciano Spagnol    humanizar  
 
Dizem que o amor é pra sorte
Na vida, talvez!
Por isto que tento ser forte
E creio que todos têm a sua vez...
Quero encharcar o meu coração
Cada vez mais com solidez
E mais... e mais paixão
Tanto o pranto como a lucidez
Tem o seu sentido
Afinal, só terá validez
Se o afeto estiver contido

Ama e ame pela fome de amar
Por tudo que tem direito
Por todos que possa estar
E sentir a sensação no peito
Deixar ralar sem medo de chorar
Apenas sinta
E se ofereça para ficar
E precinta
Como é bom gostar!
Por emoção ou prazer...
Acredito no homem que sabe sonhar!

© Luciano Spagnol - poeta do cerrado
29/03/2020, 02’11” – Cerrado goiano

Vídeo no YouTube:
https://youtu.be/ldoxN0-4yZg


Sou alma do cerrado, pé no chão, do triângulo, do chapadão... Pão de queijo com café, fogão de lenha, das vilas ricas, arraiais, sou filho de Araguari, das Gerais...
(© Luciano Spagnol - poeta do cerrado)

 
Autor
LucianoSpagnol
 
Texto
Data
Leituras
73
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/03/2020 17:09  Atualizado: 30/03/2020 17:10
 Re: Humanizar
a humanidade adormeceu e caminha a passos lagos para o abismo. a tecnologia não respeita o ritmo biológico da grande mãe. e depois temos as guitarras e os pifaros doentes internados nos hospitais que sofrem de doenças infecto-contagiosas agudizadas pelos brincos que reclamam para si o humanismo, senhoras de uma moral tendenciosa sem qualquer ética interagindo em grupos de beatas sujas assombradas pela névoa à boleia nas cordas facetrookianas e outras que tais terminadas em anas e mais. humanizar é preciso, e toda a gente o diz, mas poucos o fazem. teem vergonha, as árvores teem muita vergonha e depois há as estrelas que não se podem mexer também elas com vergonha, muita vergonha, e depois ainda, temos os piopardos que se julgam importantes e não podem vergar o garfo porque podem estragar a merda que os veste. é rapaz, o mundo está bonito está! até os velhotes agora só querem brincar. brincar é que é bom. a humanidade adormeceu e caminha a passos largos para o abismo.

olha, esta coisa do covid é uma tragédia para a humanidade mas parece que para a natureza não. em itália fruto da poluição que não se tem feito devido ao coronavírus os rios já teem de novo peixes. imagine você que é preciso uma tragédia para devolver os peixes ao rio. continuemos a brincar e um dia...

uma boa tarde