https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ilha

 
Vinha a luz
longe
gemido de sombra entranhada
nas mãos

e o silêncio a cair dos teus olhos
pequeninos do medo cercado de fogo

ilha onde morrem nomes ao acaso
desvario e espanto feitos de naufrágios.

As ervas crescem enlouquecidas
sobreviventes
no interior do vento ou no perfil
da tempestade

esperam a metamorfose do azul.

Deixo-me tocar pela incerteza das palavras

no isolamento devastador da noite.


"Fizeste da tua vida
Uma catedral abandonada
Horas esquecidas
Em adoração nocturna
Pedindo silêncio
A tudo o que perdeste."

Luís Falcão, in "Pétalas negras ardem nos teus olhos"


 
Autor
evelina
Autor
 
Texto
Data
Leituras
220
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
5
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
pleonasmo
Publicado: 13/04/2020 22:14  Atualizado: 13/04/2020 22:14
Muito Participativo
Usuário desde: 24/10/2019
Localidade: Khabarovsk
Mensagens: 91
 Re: Ilha
E continua este grupinho restrito só a comentar se uns aos outros deixando escapar verdadeira poesia.
Escrita fluida é marcante.
Gostei


Enviado por Tópico
freitas.antero
Publicado: 23/04/2020 22:21  Atualizado: 23/04/2020 22:21
Super Participativo
Usuário desde: 27/09/2010
Localidade:
Mensagens: 107
 Re: Ilha
Eu concordo plenamente com o que o pleonasmo disse.

Abraço

Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 04/05/2020 13:03  Atualizado: 04/05/2020 13:38
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1430
 Re: Ilha
O tema é-me aprazível e significativo.

Em cada uma das palavras do poema, encontro-me com a "Ilha".

"gemido de sombra entranhada"

"e o silêncio a cair dos teus olhos
pequeninos do medo cercado de fogo"
"no interior do vento ou no perfil
da tempestade

esperam a metamorfose do azul."
Entrei por dentro de cada verso, de cada palavra e de cada imagem.

Gostei da leitura.

Um abraço da ilha.