https://www.poetris.com/
Poemas : 

Cruz

 
Não sei porque te provoco
Se os teus poemas são luz,
Sei sempre ao pensar que parto
Que levo comigo uma cruz,
E um barco cheio de lama
Que escortanha o coração
De onde já tirei as algas
Por seres sempre imensidão

Esquece as minhas velas parcas
E um pouco desventradas
Cheias de águas treslocada
E de ventos traçadores
Que eu nem sei porque que é
Que as solto,..
Se o ódio nada produz
Talvez o teu lado irritado
Marque os traços do meu tesouro.

Numa tez que Luz a ouro
Na gruta
Que alberga a
cruz




Esqueci

 
Autor
Esqueci
Autor
 
Texto
Data
Leituras
49
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.