https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Peregrino

 
Cortando as nódoas brancas do porvir...
Rompendo o azul opaco desse céu...
Alça o vôo Nero-falcão vizir,
Pondo em chamas brumoso e vasto véu!

Alma em fogo, sedenta de infinito,
Num mundo de visões o vôo abrindo...
Qual uivoso vento em morro curtido
Entre as nuvens de Deus passa rindo!

"O sol da glória que purificou-me
A argila da existência desbotou-me!"
Faz ele Cruzada à posteridade:

Falcão-peregrino subindo o monte
Em estrada sagrada, aonde encontre
A pira intensa da Eternidade!

 
Autor
WesMic
Autor
 
Texto
Data
Leituras
51
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Margô_T
Publicado: 26/05/2020 11:37  Atualizado: 26/05/2020 11:37
Da casa!
Usuário desde: 27/06/2016
Localidade: Lisboa
Mensagens: 289
 Re: Peregrino
Gosto da força que leio nos teus poemas.
A citação de Goethe no teu perfil revela, curiosamente, aquilo que aqui leio de ti: essa transpiração embriagada que surge de uma necessidade que em ti rompe e aflora; uma genuinidade que tem muito para dar e que com tempo poderás moldar de um modo ainda mais interessante.
Continua a escrever que tens muito potencial.