https://www.poetris.com/
Poemas : 

Afagos

 
A mãe afaga a menina
A menina afaga o cão
O cão afaga a menina
E Deus põe a mão
Eu afago a saudade
D’ um tempo de ilusão
Sonho que eu embalei
Balancé da minha canção

Cresceu a menina
Partiu o cão…
Perdeu-se o momento
De inspiração

Volta tempo
Dá-me o tempo
Que voou p’ra longe também
Quero afagar a esperança
Quero-me de novo a criança
No eterno afago de mãe


Marina Neuza Barbosa

 
Autor
Marineuza
Autor
 
Texto
Data
Leituras
76
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
15 pontos
3
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 30/05/2020 18:26  Atualizado: 30/05/2020 18:26
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15483
 Re: Afagos
Muito bom. Lembrei da mão do Angelical Augusto:

..."A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!"

Enviado por Tópico
TrabisDeMentia
Publicado: 30/05/2020 19:41  Atualizado: 30/05/2020 19:41
Webmaster
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade: Bombarral
Mensagens: 2370
 Re: Afagos
É assim mesmo a vida.
Somos vítimas da impiedosa linha do tempo.
Só anda num sentido e no fim, nos aperta o pescoço.
O derradeiro afago.

Perdoe a morbidez.
Gostei :)

Enviado por Tópico
Violante
Publicado: 01/06/2020 21:24  Atualizado: 01/06/2020 21:24
Da casa!
Usuário desde: 10/09/2019
Localidade: Campinas, Brasil
Mensagens: 325
 Re: Afagos
"Quero-me de novo a criança
No eterno afago de mãe"

Amei seu poema Marineuza. Me senti embalada no balancé dos afagos.

Beijo

Carpe diem