https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Solidão : 

VALENTE NÁUFRAGO ♠ 🔱

 
VALENTE NÁUFRAGO ♠ 🔱
 
Sou um prisioneiro do teu olhar
Numa furtiva luz em desespero
Luas cruas, corpos de fiar horror
Sem ter ninguém para salvar

Cruel naufrágio, medrosa alma
Adágio às avessas neste agitado mar
Velhos despojos de um passado
Rosto afogado entre alguns retratos

Queima no rosto a cruz que carrega
Aurora de corpos de rasgada dor
Tempestuoso delírio, amor indómito
Morte em agonia à deriva sem leme

Indomada solidão de tão duras ilusões
A saudade não o assusta, mas não lhe dá paz
Daquela que longe ficou presa no coração
Valente náufrago prisioneiro de Kraken


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Você pode copiar, distribuir, exibir, executar
desde que seja dado crédito ao autor original.


“Não se vingue
Aqueles que nos ferem
Acabam ferindo-se a si próprios.”
👒🔱⚔
Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
496
Favoritos
6
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
72 pontos
6
9
6
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 17/06/2020 13:44  Atualizado: 17/06/2020 13:44
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1349
 Re: VALENTE NÁUFRAGO ♠ 🔱




Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 20/06/2020 21:39  Atualizado: 20/06/2020 21:39
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1349
 Re: VALENTE NÁUFRAGO ♠ 🔱
Num doloroso naufrágio onde os corpos foram dizimados, sem ninguém os poder salvar ficando todos prisioneiros desse monstro poderoso polvo dos mares nórdicos que é Kraken.
Forte e dura prosa.


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 29/12/2020 19:04  Atualizado: 30/12/2020 09:04
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 3045
 Re: VALENTE NÁUFRAGO ♠ 🔱
Lindo demais, estimada poetisa, gostei muito, muito mesmo, dos seus versos.

Meus parabéns e um grande abraço!


Sou prisioneiro desse teu olhar,
Cheio de ti num torturado esmero,
Numa furtiva luz em desespero,
Branca lua que espelha o negro mar.



Um lindo poema de Cecília Meireles:


Enviado por Tópico
CarolinaFonseca
Publicado: 01/01/2021 19:06  Atualizado: 01/01/2021 19:06
Da casa!
Usuário desde: 15/08/2018
Localidade:
Mensagens: 344
 Re: VALENTE NÁUFRAGO ♠ 🔱



Olá mãezinha

Open in new window

Enviado por Tópico
AntonioCosta
Publicado: 18/02/2021 09:17  Atualizado: 18/02/2021 09:17
Da casa!
Usuário desde: 02/05/2020
Localidade:
Mensagens: 254
 Re: VALENTE NÁUFRAGO ♠ 🔱
Mahler
(A Canção de Deus e Morte)

No jardim das almas
A fala caída.
Como se fosse a canção de
Deus e Morte.
A canção do cadáver
Sombrosa e rente.
Uivo. Brechas.
Ululante.
Compassadamente
O coração solto
Rasgado contra o céu maciço.
E de abismo ou de crateras
Um ardil. Incessante
Profundidade e permanência interminável
Na terra ímpia.
O relâmpago rasteja Deus.
Abre-se a solidão
Nos ombros do Inferno.

Quem vislumbra pérfido
No alçapão da sombra?
E o ricochete da luz?
Que castigo inexpiável?
Haverá uma música da fatalidade?
E quem lhe deve obedecer?
Sou miserável e perturbante.
Dou-me à paisagem destituída.
À árvore devastadora. À borboleta esmagada.
(O restolho enovelando.
Um bestiário precipitando-se.
Sacudindo-me.
Que aurora imprevista
Impulsivamente no mundo?)
Cantava a impaciência
Melancólica.
A dor radiante.

A vastidão.

José Emílio-Nelson, in 'A Palidez do Pensamento'