https://www.poetris.com/
Poemas : 

De espera em espera 🍀

 
Caminho. Lentamente apressada.
Ao encontro do sábado.
A cada semana, eu espero.
Sonho. Invento. Crio.
E se não receber a dádiva de viver em plenitude o descanso e o prazer de horas que tanto anseio, não me zango, entristeço ou desanimo.
Os sábados que a vida tem, hão-de dar-me algum presente.
Mais que o resto da semana.
Enquanto o vento soprado, no rosto me parece falar, segredos de inconfessos, bailas-me o pensamento, num momento, num segundo, a sul, nesse sul que é o meu mundo. Meu caminho a encontrar nos fins de semana da estrada que percorro a cada vez, que posso nela caminhar.
Lentamente apressada, encontro o tempo que quero.
Na esperança que este dia me dá.


Marina Neuza Barbosa

 
Autor
Marineuza
Autor
 
Texto
Data
Leituras
106
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
6
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge/Joel
Publicado: 02/07/2020 20:29  Atualizado: 02/07/2020 20:48
Subscritor
Usuário desde: 02/06/2020
Localidade:
Mensagens: 350
 Re: De espera em espera 👣🍀🌻
acho que começo a ficar farto de esperas e ainda por cima com florinhas pezinhos e trevos de cinco folhas,(está-a- pegar-na-moda) já não espero por nada nem por ninguém, Ciao...vou-me embora ...

Open in new window



Enviado por Tópico
Violante
Publicado: 03/07/2020 18:29  Atualizado: 03/07/2020 18:29
Da casa!
Usuário desde: 10/09/2019
Localidade: Campinas, Brasil
Mensagens: 355
 Re: De espera em espera 🍀
Amei suas esperas Marineuza. Eu não sei esperar. Defeito meu.

Beijo

Carpe diem

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 04/07/2020 09:38  Atualizado: 04/07/2020 09:38
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1905
 Re: De espera em espera 🍀
Realmente o nome esperança tem um sentido maiúsculo.
Contido a sua raiz não é mais do que essa, Espera.

Na esperança colocamos os nossos sonho, as mossas expectativas, as nossas energias positivas, o nosso futuro.

Na espera pomos o "quem espera desespera" (e sempre alcança).

Gostei muito deste verso\frase:
"...Os sábados que a vida tem, hão-de dar-me algum presente...".
A unidade de tempo sábado é associada ao prazer, ao sétimo dia Deus descansou, segundo o antigo testamento (o génesis, suponho?).
O Sabath, ao contrário do domingueiro cristão, é um dia sagrado para os hebreus.
O presente, é o agora, sem passado nem futuro que nos permite desfrutar do momento.

"...nesse sul que é o meu mundo..." já aqui acho alguma graça, porque a grande referência o hemisfério norte é esse pólo, e essa estrela.
A antítese do primeiro verso também o diz.
O sul sendo mundo tem também a intenção óbvia de metáfora. E de personificação dum ponto cardeal nalgo qualquer.

Portanto, há bastante esmero, dedicação a este poema.

Favoritei-o como sendo um dos teus primeiro que me fazem vacilar se te ponho nos meus favoritos, ou não.
Não que isso importe muito.

abraço