https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

BILROS DA SOLIDÃO 🌷

 
BILROS DA SOLIDÃO 🌷
 
A minha aflição dói nos corpos
Das nossas almas
Entre a solidão de mil catos
Nos bilros que bordam em desalento

Do silêncio, de sussurrado deserto
Sinos do isolamento de rastos
Em ajoelhado infortúnio

Teias do tear em meigos gemidos
Lamúria de nojo pesar
Recitam estrofes na poeira

A minha agrura dói nas almas
Dos nossos corpos
Plangência de tantos sentimentos

Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Você pode copiar, distribuir, exibir, executar
desde que seja dado crédito ao autor original.


Só as dores da minha alma
corta as agruras dos nossos corpos
🌷🌺

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
233
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
47 pontos
3
6
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 06/07/2020 16:31  Atualizado: 06/07/2020 16:31
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1002
 Re: BILROS DA SOLIDÃO 🌷
Poema que toca no firmamento da tristeza e do desalento na vida, onde a alma vai em busca daquilo que traz a paz, porque o tempo não para e a solidão sossega as agruras dos nossos corpos.


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 06/07/2020 19:40  Atualizado: 06/07/2020 19:40
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2854
 Re: BILROS DA SOLIDÃO 🌷
Versos realmente tristes, estimada poetisa.

Um abraço!

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 07/07/2020 13:59  Atualizado: 07/07/2020 13:59
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1649
 Re: BILROS DA SOLIDÃO 🌷
O encanto de teus poemas, com tristeza no tear das ilusões
Bjs em seu coração!