https://www.poetris.com/
Poemas : 

– Papoila é nome de guerra –

 
– Papoila é nome de guerra –
 





– Papoila é nome de guerra –





Seja como for sempre volta sendo,
Não haverá antinomia,
Sem a aparição dos medos,
Quanto às flores da Terra,
As pétalas senão rubros dedos,

Indultos os próprios
Caules presos sentindo calor,
Tuas mãos opostas das ervas,
Seja qual for a razão,
De ser desse amor certo.

No meio dos desertos,
Ruas serão campas abertas,
Testas de ferro néscios,
Todavia não me abstenho,
Enquanto há flores no árido,

Eu escrevo a vermelho insulto
E ao vivo – Papoila, meu nome de guerra –
Rosa brava, Tomilho, salva, versículos islâmicos,
A maré vai e volta sempre, só meu coração rompeu,
Vai e não volta sendo, não faz falta

– Papoila é nome de Terra,
Humildade é ocupação de santo, humilhação,
E eu não sou frade de verdade,
Sejam Eles quem forem, é da emoção que falo
Quando me exprimo p’los beiços e p’los gestos…





Joel Matos 04/2019


https://namastibet.wordpress.com
Http://joel-matos.blogspot.com







Jorge Santos - aliás Joel Matos

 
Autor
Jorge/Joel
 
Texto
Data
Leituras
53
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.