https://www.poetris.com/
Poemas : 

Sei porque vejo,

 
Sei porque vejo,
 
The Cat (1984) – Raul Perez






Sei porque vejo,
-Luz mais bela
Aquela que não
Vejo …

Vejo quanto sei,
-Saber mais belo
Aquele que se
Nega à vista…

Seja eu onde irei,
Não indo serei
Caminho, porque ando,
Nem sei, nem sei,

Nem sei porque vejo,
Não vejo o que seja
Saber sequer, errei
Da ponta, à raiz do pelo,

Errei no cotovelo e na dor…
No artelho, erro
Porque vejo,
Não sabendo, explico

O estado de espírito,
Comparo a lago morto,
Nimbo, tédio, escuro vulto,
Fantasia de médium,

Sei porque vejo, argumento
Não decorativo, sou suspeito,
Palpo meu sonhos,
Nego à primeira vista.



Joel Matos 02/2019



https://namastibet.wordpress.com
http://joel-matos.blogspot.com



Jorge Santos - aliás Joel Matos

 
Autor
Jorge/Joel
 
Texto
Data
Leituras
122
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Violante
Publicado: 14/07/2020 19:53  Atualizado: 14/07/2020 19:53
Da casa!
Usuário desde: 10/09/2019
Localidade: Campinas, Brasil
Mensagens: 349
 Re: Sei porque vejo,
Oi Jorge

Amei seu poema.
Favoritei.

Abraço


Carpe diem