https://www.poetris.com/
Poemas : 

Dois poemas

 
Tags:  com    tanto  
 
Obras


P'elas do homem obras, não pode ele a Deus Chegar.
Pois aí,  teria ele de fazer todas bem feitas, sim!
E só  assim poder junto de Deus, sempre estar!
Isto é uma verdade divina, pois enfim!...


Mas  oh gente humana,  sabei,  pois então,
que nenhum humano, ser, faz as obras, em rectidão.
Eis que todos são em pecados, já nascidos,
Por isso todos estávamos perdidos...

Mas agora por isso morreu, Jesus Cristo,
para p'ela  fé na morte e ressurreição,
d'ele, termos salvação, crede, pois nisto!

Não é por nós, que somos salvos,  assim,
Mas p'ela obra da de Cristo cruz paixão, 
que por nós todos, morreu e ressuscitou,  enfim!


Encanto



E só  sei uma, cousa, nada sou sem Deus,
isso sei de verdade, muito bem sabido.
Posso agir eu, sempre em actos meus!
Mas, os  actos são  bem feitos, isso reflicto.


Se em Deus forem eles feitos, sim!
Isso eu muito me enpenho, enfim!
Pois se contra Deus, falhar...
Por muito eu venho a chorar.

Mas oh alma minha  fica  sabendo,
que ele, me aceita ainda assim!
Pois ele no perdão, é  Deus tremendo!


Por isso eu o quero tanto mas tanto!
Para isso, eu dele me aproximo, sim!
Pois não há  um Deus com tanto encanto!


Já fui Pastor das Assembleia de Deus em Portugal. Mas depois de ter ficado doente com a doença de Parkinson tive que deixar o ministério...Hoje estou na Unidade de Longa Duração e Manutenção de Albufeira...

 
Autor
HELDER-DUARTE
 
Texto
Data
Leituras
32
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.