https://www.poetris.com/
Poemas : 

Ancião

 
Tags:  dia  
 
Vai vir um tempo, em que os tristes saltarão de alegria,
assim como o Sol, dá luz ao azul lindo e suave dia.
Nesse dia haverá flores de amendoeira em abundância,
Há um bom perfume no ar, que vem de uma alegre fragrância!

As aves essas, assobiam em verdadeiro musical de notas,
Até que um ancião de dias, se sentou no trono dourado,
outras aves vêm, neste dia sem nenhum fim, agendado.
E cantam a canção, com a música que tocam as aves outras.

Aí muitas criaturas alegres e com toda a sua força,
exclamam:Tu rei eterno és digno de nosso cântico lindo,
porque tu nos deste este dia de luz, sem nenhum findo.

Depois o ancião levantou-se do trono e saiu pela terra sem mar,
E disse: Aves do céu! É esta terra para sempre toda vossa!
Possui esta terra, em vossa posse agora, terra do verdadeiro amar!


Já fui Pastor das Assembleia de Deus em Portugal. Mas depois de ter ficado doente com a doença de Parkinson tive que deixar o ministério...Hoje estou na Unidade de Longa Duração e Manutenção de Albufeira...

 
Autor
HELDER-DUARTE
 
Texto
Data
Leituras
95
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/11/2020 20:29  Atualizado: 11/11/2020 20:31
 Re: Ancião
hoje tirei uns minutos para, antes de tudo, conviver convosco. ó meu caro... o problema se é que há há um problema, e eu acho que há, é precisamente o que este poema deixa nas entrelinhas, o poder. eu posso tu podes eles matam-se. o ser humano é um caralho. qual ave qual deus qual atrasado mental qual anci quê. o autismo é uma doença. não vai haver para além de nada. nada é suficiente para nada.
é sempre um prazer passar por cá. tenha uma boa noite.