https://www.poetris.com/
Poemas : 

um momento

 
Jamais te diria eu quero-te
Nem o velho autoritarismo
de uma velha nação leva o vinho ao mar
E eu quero amor, meu amor




Tenho um sombrio esculpido nos olhos
de pedras salgadas. Os sinos dizem-me para parar.
Este ano a primavera começou chuvosa, sem a beleza dos
noivos, como uma nativa de outro tempo abrindo o robe
deixando-me constrangido ante a escuridão que assola
toda a vila de vez em quando. Vale-me o sol uma ou duas
horas por dia, considerando esta parte da casa onde se
encontra o meu quarto, a ler um livro, ainda
com tanto por escrever.




Então isso é que é virtude,
Manifestar a palavra
Usando a língua a esconder,
As mãos
Da sombra que a sugeriu
Demasiado longe da imensidade?!
E o alheamento cuida dele?
E logo mais,
Enganará o coração?

À nossa volta o contrabando dá-se como países desabitados


Alberto Moreira Ferreira


 
Autor
amf
Autor
 
Texto
Data
Leituras
108
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Marineuza
Publicado: 16/11/2020 20:50  Atualizado: 16/11/2020 20:50
Super Participativo
Usuário desde: 08/04/2020
Localidade:
Mensagens: 177
 Re: um momento
Gostei do poema.
Excelente escolha da música/vídeo.


Abraço

Enviado por Tópico
amf
Publicado: 16/11/2020 20:50  Atualizado: 16/11/2020 20:53
Super Participativo
Usuário desde: 07/11/2020
Localidade:
Mensagens: 138
 Re: um momento
olha... querida amiga, vinha deixar a cereja, isto é o poema final e dei com o seu comentário... obrigada. uma boa noite

Enviado por Tópico
Odairjsilva
Publicado: 16/11/2020 22:12  Atualizado: 16/11/2020 22:12
Membro de honra
Usuário desde: 18/06/2010
Localidade: Cáceres, MT
Mensagens: 3048
 Re: um momento
Bela inspiração poética. Gostei muito!

Enviado por Tópico
amf
Publicado: 17/11/2020 19:45  Atualizado: 17/11/2020 20:16
Super Participativo
Usuário desde: 07/11/2020
Localidade:
Mensagens: 138
 Re: um momento
se gostaste, para mim já é mais que bom. a verdade é que já nem me lembro do momento... (às vezes tento mentir eheh) não sei se consigo) metade do momento já foi ontem, e a outra metade, a da escrita dos..., então é que faz tempo, muito mais tempo, idos tempos eheh o tempo é de facto o maior tudo, umas vezes amigo, outras inimigo. a vida é assim também e eu nem assim sou porque... detesto a morte e tudo o que foi ontem é menos que pouco. enfim
olha... o 47 é o meu numero da sorte. como não jogo não adianta nada, mas, joguei uma vez em toda a minha vida e foi no dito numero quarenta e sete, acreditas que me saiu mil escudos! acho que gastei tudo num instante eheh isto já foi há muitos anos rapaz.
grato, uma boa noite.