https://www.poetris.com/
Sonetos : 

ADIANTE

 
Tags:  amor    poeta    cerrado    Luciano Spagnol    adiante  
 
No amor todo feito de grandeza
De afeto, de atenção e verdade
É que eu vi haver com vontade
E (mais que vontade) gentileza

Não era o vulgar ar de incerteza
Nem o olhar cheio de banalidade
Era outro sentimento, suavidade
Que nem sei expressar a beleza

Um vário sentir, certa candura
Feito de abrigo, certa ternura
Que abraça a alma por inteira

Ô emoção, tão forte e carinhosa
Que deixa a fraqueza corajosa
E nos faz sonhar sem fronteira

© Luciano Spagnol - poeta do cerrado
21/11/2020, 20’20” – Araguari, MG

Vídeo no canal do YouTube:
https://youtu.be/nR_1LiYzGeg


Sou alma do cerrado, pé no chão, do triângulo, do chapadão. Pão de queijo com café, fogão de lenha, das vilas ricas, arraiais, filho de Araguari, das Gerais...
© Luciano Spagnol - poeta do cerrado

 
Autor
LucianoSpagnol
 
Texto
Data
Leituras
67
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.